terça-feira, 10 de março de 2009

Resumo: FREUD – ALÉM DAS ALMAS

FREUD – ALÉM DAS ALMAS

GENERO: Drama
DIRETOR: John Huston
ANO/LOCAL: 1962/EUA
ELENCO: Montgomery Clift, Susannah York e Larry Parks.
DURAÇÃO: 1.40

Nesse filme observamos como foi difícil e criticada a trajetória da carreira de um dos maiores Gênios da humanidade Freud. Isso por conta de suas teorias nunca vista antes naquela Sociedade, seus estudos revolucionaram a maneira do ser humano ver a si mesmo dentro do Infinito Universo. Em sua teoria Freud afirmava que as ações e os desejos dos seres humanos não seriam frutos ou conseqüências de suas vontades ou vaidades, afirmava que na verdade eram por conta do nosso inconsciente. Dessa forma Freud com suas novas teorias abalou o mundo cientifico, criando uma nova maneira de entender a Psiquê humana.
Nesse filme o diretor John Huston, acertadamente trata a História de um dos maiores revolucionários do cenário cientifico, dessa forma ele mostra como as teorias freudianas esboçam a vida do próprio gênio, considerado um dos maiores já vistos pela humanidade, assim o titulo do filme é “Freud – Além das Almas”. O filme nos mostra claramente, que Freud ansioso para obter resultados positivos para diminuir o sofrimento de seus pacientes, tomou como caminho a doutrina Charcot e utilizou-se da hipnose em seus estudos sobre Histeria “tipo de psicopatia cujos sintomas se baseiam em conversações é caracterizada falta de controle sobre atos e emoções, tipo: ansiedade, sentido mórbido de autoconsciência e simulação de diversas doenças”; Mesmo encontrando obstáculos que resistiam, por conta da ala conservadora da medicina, que viam na teoria de Freud uma ameaça à dignidade do ser humano, mesmo assim Freud prossegue com sua linha de pensamento, não dando importância a diversas criticas e duvida em relação as suas teorias, ele acaba descobrindo que o ser humano é dividido entre o “Consciente e o Inconsciente”, daí em diante ele lança as bases da Psicanálise.
Então de uma forma magistral Huston, baseando-se no roteiro escrito pelo Filosofo Jean-Paul (deixando bem claro que não costa nos créditos do filme), dessa forma ele evitou fazer o filme relacionado na vida pessoal de Freud, diferenciando-se de outros filmes que deixam a desejar informações sobre as obras de certos Gênios e prestigia a intimidade desses, esse filme é voltado no que diz respeito aos estudos Psicanalíticos. Podemos observa com clareza como o Diretor Huston conseguiu associar as descobertas e com as próprias experiências pessoais do psicanalista, com a teoria que ele desenvolveu sobre o processo de Édipo. Freud mesmo convencido de sua mais nova teoria, também tinha seus temores, pois enquanto tentava entra no obstáculo inconsciente de seus pacientes, poderia encontrar o que não poderia ser comprovado com palavras, na verdade ele temia descobrir sua própria essência.
Freud – Além da Alma é um filme extremamente confiável, pois observamos nele com tamanha clareza sua fidelidade, que permite uma melhor compreensão no que diz respeito às teorias freudianas sobre o funcionamento do Inconsciente Humano; fantástico e uma verdadeira obra acadêmica observam-se também como o pensamento psicanalista corrompeu a Sociedade Vienense e com o passar do tempo o mundo, assim Huston, conseguiu um filme tão genial como o legado de Freud. Mesmo nos dias atuais ainda encontra-se pessoas que discordam desse tipo de técnica, desacreditando das descobertas de Freud e do pensamento psicanalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário